Nossa história

2002

Final de 2001: aprovado como professor da Fundação de Ensino Superior de Rio Verde - FESURV.

 

Começa nossa história com um sonho: auxiliar os produtores do sudoeste goiano no manejo de doenças.

 

Os primeiros trabalhos começaram no ano de 2002 na cultura do trigo plantado na safrinha. Nenhuma experência com a cultura, mas uma enorme determinação e uma parceria com o prof. Carlos César Evangelista de Menezes e mais três alunos da Agronomia: Theodorus, Vaílton e Alexon.

 

Primeiro desafio: confirmar qual era a doença que estava dizimando o trigo safrinha da região. Pesquisadores diagnosticaram como Mancha marrom. Nossa diagnose? Brusone. 

 

Com apenas 24 anos e totalmente desconhecido, não acreditaram em nossa diagnose. Algumas semanas depois, os produtores toruxeram o Dr. Edson Clodoveu Picinini (pesquisador da Embrapa Trigo) que confirmou a diagnose da doença como Brusone. Primeiro desafio vencido. O prêmio: nasceu a parceria com o GAPES - Grupo Associado de Pesquisa do Sudoeste Goiano, o qual era formado pelos principais produtores rurais de Rio Verde e Montividiu.

 

Primeira palestra realizada a convite da BASF em Joviânia-GO.

 

Primeira palestra em um evento oficial: I Reunião Brasileira sobre Indução de Resistência. Águas de São Pedro-SP. Promoção ESALq.

 

Orientação de 8 alunos em trabalhos de conclusão de curso.

 

2003

Vários trabalhos desenvolvidos para manejo de doenças em soja.

 

Diagnose da Ferrugem Asiática em soja e primeiros trabalhos com controle químico e reação de cultivares.

 

Treinamentos de produtores e técnicos para indentificação das doenças da soja (principalmente Ferrugem).

 

Palestras e mais palestras em vários estados brasileiros. Nosso sonho se tornou realidade.

 

Prêmio CONSFIT : trabalho destaque - Efeito do controle químico no controle da Ferrugem Asiática.

 

Professor homenageado pela turma de Agronomia (Turma II-2003).

 

Orientação de 16 alunos em trabalhos de conclusão de curso (24 alunos desde 2002).

 

2004

Professor homenageado pela turma de pós-graduação em Biologia Aplicada à Biotecnologia e Saúde.

 

Professor homenageado pela turma de Agronomia (Turma II-2004).

 

Professor homenageado como "Nome da turma" pela turma de Agronomia (Turma I-2004).

 

Prêmio CONSFIT: trabalho destaque - Tecnologia de aplicação para o controle da Ferrugem Asiática.

 

Homenagem pelo destaque na pesquisa agrícola - Clube dos Engenheiros Agrônomos de Rio Verde.

 

Orientação de 9 alunos em trabalhos de conclusão de curso (33 alunos desde 2002).

 

2005

Professor homenageado como "Nome da turma" pela turma de Agronomia (Turma I-2005).

 

Honra ao mérito: Defesa da cultura da soja - Workshop Brasileiro sobre Ferrugem Asiática. Universidade Federal de Uberlândia.

 

Palestra no I Workshop Brasileiro sobre Ferrugem Asiática. Manejo da Ferrugem Asiática. Promoção: Universidade Federal de Uberlândia.

 

Palestra no Simpósio de Manejo de Doenças de Plantas. Promoção: Universidade Federal de Lavras.

 

Prêmio CONSFIT: trabalho destaque - Controle químico da Antracnose da soja.

 

Orientação de 8 alunos em trabalhos de conclusão de curso (41 alunos desde 2002).

 

Em parceria com Hercules Diniz Campos nasceu a Campos Carregal Pesquisa e Tecnologia Agrícola. A parceria durou 7 anos.

 

Palestra no Encontro de Plantio Direto. Promoção: Clube dos Amigos da Terra.

 

2006

Orientação de 5 alunos em trabalhos de conclusão de curso (46 alunos desde 2002).

 

Palestra no Congresso Brasileiro de Soja. Promoção: Embrapa Soja.

 

Palestra no Congresso Brasileiro de Milho e Sorgo. Promoção: Embrapa Milho e Sorgo.

 

Palestra no Encontro de Plantio Direto. Promoção: Clube dos Amigos da Terra.

 

2007

Verificado em nossos trabalhos de pesquisa a primeira falha de controle da Ferrugem Asiática pelos triazóis. A partir do momento que evidenciou-se as falhas de controle e foi comunicado aos agricultores, começaram as desavenças com as empresas de defensivos. Após 2 anos de discussões acaloradas, confirmou-se a menor sensibilidade do fungo Phakopsora pachyrhizi aos DMIs. Valeu a pena toda briga.

 

Orientação de 10 alunos em trabalhos de conclusão de curso (56 alunos desde 2002).

 

Palestra no Congresso Brasileiro de Fitopatologia. Promoção: Sociedade Brasileira de Fitopatologia.

 

Palestra no Encontro de Plantio Direto. Promoção: Clube dos Amigos da Terra.

 

2008

Mudança radical no controle químico da Ferrugem da soja e a Campos Carregal se destacando na defesa da agricultura brasileira.

 

Orientação de 9 alunos em trabalhos de conclusão de curso (65 alunos desde 2002).

 

Palestra no Congresso Brasileiro de Fitopatologia. Promoção: Sociedade Brasileira de Fitopatologia.

 

2009

Verificação de falhas de controle químico de Corynespora cassiicola (Mancha alvo) com benzimidazóis. Os experimentos conduzidos em Porto Nacional-TO possibilitaram a identificação de isolados resistentes.

 

Orientação de 2 alunos em trabalhos de conclusão de curso (67 alunos desde 2002).

 

Palestra no Simpósio de Manejo de Doenças de Plantas. Promoção: Universidade Federal de Lavras.

 

Palestra no Congresso Brasileiro de Soja. Promoção: Embrapa.

 

Palestra no Encontro de Plantio Direto. Promoção: Clube dos Amigos da Terra.

 

2010

Palestra no Congresso Brasileiro de Fitopatologia. Promoção: Sociedade Brasileira de Fitopatologia.

 

Palestra no Simpósio Mineiro de Plantio Direto. Promoção: Universidade Federal de Lavras.

 

2011

Primeiros relatos da redução de eficácia das estrobilurinas no controle da Ferrugem Asiática. Descrédito por parte das empresas multinacionais e pesquisadores brasileiros e estrangeiros.

 

Primeiros resultados com fungicidas multissítios para manejo de resistência de Phakopsora pachyrhizi às estrobilurinas e triazóis. 

 

2013

Mais 2 alunos oritentados.

 

Extinta a sociedade e a empresa Campos Carregal Pesquisa e Tecnologia Agrícola.

 

Em 16 de julho de 2013 nasce a AGRO CARREGAL PESQUISA E PROTEÇÃO DE PLANTAS.

 

Mais um sonho realizado. Agora é do nosso jeito!

Estabelecemos um grande projeto com a BAYER com intuito de analisar e desenvolver novos produtos para o manejo de nematóides fitopatogênicos.  Serão 1.200 análises por ano para produtores conveniados. O projeto terá duração de três safras.

 

2014

Primeiro relato da mudança de sensibilidade de Phakopsora pachyrhizi às estrobilurinas.

 

Prêmio EAGLE TEAM - melhor trabalho - Sensibilidade de Phakopsora pachyrhizi às estrobilurinas.

 

Orientação de 6 alunos.

 

2015

Crescimento da Agro Carregal Pesquisa e Proteção de Plantas, totalizando 13 colaboradores e 15 estagiários e trainnes.

 

Investimentos em infraestrutura para melhorar ainda mais a qualidade dos trabalhos, a segurança e conforto dos nossos colaboradores e a segurança ao meio ambiente.

 

Orientação de 10 alunos.

Convênio com a UNIMED para disponibilização de plano de saúde aos colaboradores. Plano de abrangência regional 100% custeado pela Agro Carregal.

Setor de Nematologia cresce e a DU PONT mantêm convênio para 2.000 análises de nematóides para a safra 2015/16.

 

2016

Deixo a Universidade de Rio Verde em caráter de licença por 2 anos para me dedicar exclusivamente a AGRO CARREGAL PESQUISA E PROTEÇÃO DE PLANTAS.

Convênio com a BB DENTAL para disponibilização de plano odontológico aos colaboradores. Plano de abrangência nacional 100% custeado pela Agro Carregal.

 

Aquisição de novas máquinas e implementos para garantir a excelência em pesquisa agrícola em todos os processos.

 

Parceria instituída com a MARTINS e SOBRINHOS, representante JOHN DEERE em Rio Verde, GO e região. 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Em novembro de 2016 foi instituído o plano de CARGOS e SALÁRIOS.

A empresa cresce e aumenta o número de colaboradores. Atualmente estamos em 19 colaboradores. 

2017

Embora sejamos credenciados pelo Centro de Pesquisas Agrícolas, continuamos com nosso anseio de fazermos tudo pelo Agro Carregal de forma isolada.

E, com todo nosso empenho e dedicação, fomos credenciados junto ao MAPA (IN36/42 - IN53) pela portaria número 34, publicada em 21 de fevereiro de 2017 no Diário Oficial da União - Seção 1 (Superintendência Federal do Estado de Goiás).

Art Primeiro - Credenciar a empresa AGRO CARREGAL PESQUISA E PROTEÇÃO DE PLANTAS... ...na qualidade de empresa de pesquisa, realizar pesquisa e experimentação com agrotóxicos e afins, objetivando a emissão de laudos de eficiência e praticabilidade agronômica, de fitotoxicidade e ensaios de campo de estudos de resíduos para fins de registro.

 

Duas novas áreas na Agro Carregal: Entomologia e  Herbologia. Para safra 2017 foram contratados profissionais treinados e pós-graduados nesses dois setores. Em pouco tempo faremos nossas contribuições também no manejo de pragas e plantas daninhas. 

2018

Um novo centro de pesquisa Agro Carregal em Uberlândia - MG. Aguardem.​

No dia 16/08/2018 realizei minha palestra de número 1.000. A mesma aconteceu em Jataí-GO. Fiquei muito feliz de realiza-la no sudoeste goiano.